Notícias deslizantes

Menu

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Quem foi o primeiro rei do povo hebreu?

Davi

De fato, o primeiro rei dos judeus foi Saul, mas não reinou sobre todo o Israel; Davi foi o primeiro que teve reinado pleno sobre todo o Israel, que se estendeu por 40 anos em Israel. A ele Deus prometeu através do profeta Natan que um dos seus descendentes seria o “Rei eterno” (2Sm 7, 1-17), o Messias, Jesus Cristo. Davi foi sucedido por seu filho Salomão, no ano 970 aC.

Cleofas

Como pude fazer isso?

Resultado de imagem para Como pude fazer isso?

É freqüente perguntarmo-nos, ao recordar os nossos pecados: “Como pude ser tão estúpido ? Como é possível que me tenha comportado como um animal, que tenha caído outra vez após outra nisto… e também naquilo?” Falamos como se no fundo, fôssemos pessoas excelentes, e os nossos pecados uma espécie de lapsos inexplicáveis.
Não é necessário dizer-te que essa visão é completamente falsa. A verdade - tanto do ponto de vista teológico como do da experiência própria - é que somos criaturas caídas e, por isso, constantemente inclinadas a deixar-nos levar pela tentação, embora nos esqueçamos disso com freqüência. Dizemos a nós mesmos: “Que coisa extraordinária ! Vi claramente que não deveria fazer aquilo, mas acabei fazendo-o apesar de tudo. É absurdo”. Como vês, não o é de maneira nenhuma, desde que compreendas retamente a doutrina do pecado original.

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Como é o Processo de Beatificação?

Resultado de imagem para Como é o Processo de Beatificação?

Provas de virtude em grau heroico, santidade popular e um milagre.

Os procedimentos burocráticos são semelhantes à justiça comum, porém regidos pelo Direito Canônico, onde se procura a verdade sobre o Servo de Deus

Regulamentação

As atividades do Processo são regulamentadas por:

a) Código de Direito Canônico de 1983, cânones 1403 a 1600;

b) Constituição “Divinus perfectionis magister”, de João Paulo II, de 25.01.1983;

c) Normas da Sagrada Congregação para as Causas dos Santos “Normae servandae in inquisitionibus ab Episcopis faciendis in Causis Sanctorum”, de 07.02.1983.

Misericórdia e Reconciliação

Resultado de imagem para Misericórdia e Reconciliação

JESUS, AO VER a mulher, movido de compaixão para com ela, disse‑lhe: Não chores. E aproximou‑se e tocou no esquife. E os que o levavam pararam. Então disse ele: Jovem, eu te digo, levanta‑te. E sentou‑se o que tinha estado morto e começou a falar. E Jesus entregou‑o à sua mãe.
Muitos Padres viram nesta mãe que recupera o filho morto uma imagem da Igreja, que também recebe os seus filhos mortos pelo pecado, prolongando assim a ação misericordiosa de Cristo. A Igreja, que é Mãe, com a sua dor “intercede por cada um dos seus filhos como fez a mãe viúva pelo seu filho único”. Ela “alegra‑se diariamente – comenta Santo Agostinho – com os homens que ressuscitam nas suas almas. Aquele, morto corporalmente; estes, espiritualmente”. Se o Senhor se compadece de uma multidão faminta, como não há de compadecer‑se de quem sofre uma doença da alma ou já traz em si a morte para a vida eterna?

O que é uma “Porta Santa”?

Quando a Igreja iniciou a tradição de abrir as “Portas Santas”?

Porta-Santa-São-João-de-Latrão

Com a intenção de lembrar isto aos fiéis, Martinho V abriu pela primeira vez a Porta Santa da Basílica do Latrão como marco inicial do Jubileu de 1423. Somente em 1499 o costume foi estendido à Porta Santa da Basílica de São Pedro, por desejo de Alexandre VI.

sábado, 16 de setembro de 2017

Francis Kravicz

16-9-2017 9.9.15 1

Perseguição e Hostilidade

Resultado de imagem para Perseguição e Hostilidade biblico

O SENHOR ANUNCIA em diversas ocasiões que quem deseja segui‑lo verdadeiramente e de perto terá que enfrentar as investidas dos que se comportam como inimigos de Deus e até dos que, sendo cristãos, não vivem com coerência a sua fé.
O cristão, no seu caminho de santidade, encontrará por vezes um clima de hostilidade, que o Senhor não duvidou em chamar com uma palavra dura: perseguição. Na última das bem‑aventuranças referidas por São Lucas no Evangelho da Missa, Jesus diz: Bem‑aventurados sereis quando os homens vos odiarem, quando vos expulsarem e injuriarem, e proscreverem o vosso nome como maldito, por causa do Filho do homem.

Índice Por Categorias


Carregando...

Google+ Followers